Arquivo mensal março 2018

image_pdfimage_print

Leandro Angonese lança “Ella”, uma celebração do amor à divindade feminina

Nona obra do inquieto poeta será lançada dia 10 de março, às 17h30, no Ordovás, em Caxias do Sul

O coração e o corpo de um homem apaixonado, quando entregues aos seus sentimentos, transbordam em desejo. A maestria com que Leandro Angonese trabalha as palavras faz com que o leitor, ao segurar em mãos “Ella”, seu nono livro, sinta escorrer entre os dedos este amor e este desejo tão presentes nas páginas do livro. Nas primeiras páginas, uma reflexão sobre o tempo, Deus e outros temas que atormentam os corações humanos introduzem as reflexões contidas nestas marcantes páginas. A obra chega, para os amantes da boa literatura, com o mesmo impacto de seu livro anterior: Inquietudes. Em “Ella”, que será lançado no dia 10 de março, sábado, às 17h30 no Centro de Cultura Dr. henrique Ordovás Filho, em Caxias do Sul (RS), o poeta mantém seu estilo visceral de se expressar, mergulhando o leitor na atmosfera do livro e fazendo com que, não raras vezes, ele consiga vivenciar os sentimentos do próprio poeta.

Como se já não bastasse todo o talento de Angonese, a obra ganha o importante auxílio do talentoso e jovem ilustrador Lucas Hoffmann. Com traços marcantes, ele captou de maneira brilhante o clima das poesias do escritor, dando a elas um toque ainda mais intimista. Durante o lançamento do livro, haverá exposição de obras de Lucas, para deleite dos visitantes.

lucas 207x300 - Leandro Angonese lança "Ella", uma celebração do amor à divindade feminina

O jovem e talentoso Lucas Hoffmann ilustrou a obra

“Ella” é mais um lançamento da Editora Vírtua, tem 84 páginas e tem preço de capa de R$ 15. Confira alguns trechos da obra:

Por três dias e três noites
Fostes minha
Para todo o sempre
Serei teu.

Úmida
Assim te quero: úmida
Desejo teu desejo
Desejo estar contigo
Minha boca em teus mamilos
Beijo teus pés
Percorro tuas coxas
Provo do teu sexo
Gosto de fruta madura
Te quero por inteira
Enlouqueço.

Desfolhando a intimidade dos livros
Sentados lado a lado
Falavas de amor
Poetas antigos nos observavam
Enquanto meu corpo
Adormecia em teus braços
Ouvindo a melodia de tua voz.

Teu corpo não tem fronteiras
Nele transito livremente
Em altar profano
Cometo terríveis pecados
Meu maior vício
Meu tormento noturno.

capafrente baixa 223x300 - Leandro Angonese lança "Ella", uma celebração do amor à divindade feminina

Capa foi desenvolvida pela Editora Vírtua