Escolha as melhores cores e fixe sua marca junto aos clientes

Escolha as melhores cores e fixe sua marca junto aos clientes

Cores, luzes e composição são indispensáveis para a construção de uma boa imagem de você como profissional, de sua marca ou produto junto ao público. Isso porque ao analisar uma imagem, o cérebro humano trabalha diferentes áreas na análise do conteúdo visual, gerando diferentes sensações nos receptores. Por isso, é muito importante saber escolher as cores na sua comunicação com amigos, clientes e fornecedores.

Quando falamos em marca, além de elementos como fontes, disposição de formas e palavras entre outros, as cores desempenham papel fundamental neste processo. Vamos focar, por enquanto, nossa atenção quanto à escolha das cores para a criação de sua marca, analisando, posteriormente, suas aplicações em outras ferramentas de comunicação importantes em nosso contexto social atual.

As cores e as impressões que elas transmitem

Cada cor é capaz de transmitir diferentes sensações e emoções, que podem indica-las ou não para a aplicação em diferentes identidades visuais.

Vermelho: remete à paixão, estimula o consumo e liga a imagem a aspectos íntimos do receptor.

Laranja: transmite energia e atividade, estimulando movimento e ação.

Amarelo: remete à alegria e energias positivas.

Verde: remete a questões ambientais, respeito pela natureza e, em muitos casos, pode ser usado eficientemente em marcas e serviços relacionados à saúde.

Azul: transmite bem-estar, tranquilidade e calma.

Roxo: sabedoria. Muito indicado em marcas e serviços direcionados à área da mente, culturas e filosofias espirituais e em ações que visam a combater o estresse.

Preto: transmite seriedade e sofisticação.

Branco: remete à pureza, clareza e objetividade.

Foto: pexels.com

Como escolher?

Em primeiro lugar, tenha em mente alguns aspectos básicos de sua marca, produto ou serviço, como: público-alvo (tenha certeza de conhecer os anseios e hábitos de consumo deste público), produtos, mercados a serem atendidos, estratégias de comunicação a serem implantadas, entre outros.

Se você é um contador, por exemplo, não faz sentido basear sua marca nas cores rosa e azul, por exemplo. Você deve transmitir seriedade e estimular a fixação de sua marca como referência em serviços de seu segmento. Para isso, melhor optar por cores e tons de preto, vermelho e, em alguns casos, de azul. De qualquer forma, antes de desenvolver sua marca e sua identidade visual, estude detalhadamente os aspectos aos quais nos referimos anteriormente.

As cores como terapia

Você já ouviu falar em Cromoterapia? Ela pode ser definida como o tratamento que, por intermédio das cores, estabelece o equilíbrio e a harmonia entre corpo, mente e emoções. Cada cor tem sua função terapêutica específica e atua em um chakra ou um órgão do corpo humano. Sendo assim, ao serem acionadas, as cores impactam fortemente nessas áreas, restabelecendo ou energizando tudo o que está bloqueado ou em desequilíbrio no corpo.

Foto: pexels.com

Você pode estar perguntando: mas qual a relação da minha marca com a Cromoterapia, e de que forma as cores escolhidas por mim para minha identidade visual podem impactar diretamente na saúde e nas sensações dos consumidores? Em uma análise prática, não é difícil responder a essas perguntas.

Imagine que você está navegando na internet e se depara com alguns anúncios de produtos de beleza. Lá, há produtos com marcas baseadas nas cores azul (sobretudo em tons mais claros), preto e laranja. Qual delas lhe chamará mais a atenção? Provavelmente você respondeu azul, certo? Perfeitamente compreensível. Como já mencionamos anteriormente, o azul remete à tranquilidade e bem-estar, o que automaticamente, em nossa atual cultura, está ligado à saúde. Da mesma forma, marcas com vermelho tendem a incentivar e despertar as paixões de seus clientes, empresas que focam o roxo tendem a gerar paz espiritual quando suas marcas são apreciadas e quem opta pelo amarelo tem tudo para estimular a criatividade e o raciocínio de quem observa sua marca. Tudo está ligado aos sete chakras energéticos e às atividades que as cores despertam neles. Por isso, planeje bem a construção de sua marca, trabalhe-a da forma mais eficiente possível junto ao seu público e garanta seu sucesso no mercado.

Sobre o Autor

Rafael Augusto Machado administrator

Rafael Augusto Machado é proprietário da Editora Vírtua. Especialista em Inbound Marketing certificado pela Rock Content. Formado em Jornalismo, é também professor, designer gráfico e músico.

Deixe uma resposta